30 de dez de 2012

Momentos marcantes do Arsenal em 2012

Welcome Home Thierry Henry
9 de janeiro vai ficar marcado pra sempre, como a volta de um dos maiores ídolos, se não o maior da história do Arsenal, Thierry Henry. O jogo era contra o Leeds, um de seus principais "fregueses", Henry começou no banco e entrou ao decorrer da partida, na primeira bola que recebeu, ele não perdoou. Explosão de alegria no Emirates e o gol garantiu a vaga para a próxima fase da FA Cup.
Revejam o gol no vídeo abaixo:

A Wengerzada
Jogo duro, Arsenal chega ao empate contra o United após uma bela jogada de Chamberlain que passa para van Persie bater cruzado e deixar tudo igual no Emirates, Chamberlain faz uma partida espetacular e o Arsenal parece partir pra cima pra tentar a vitória que seria fundamental, mas Wenger resolve aparecer e tira o melhor jogador em campo, pra botar um Arshavin mal e desmotivado, imediatamente van Persie repudia a alteração e o time cai de rendimento, no fim o United vence com gol de Welbeck, após jogada de Valencia que ganha do Arshavin, as vaias ecoam no Emirates e a pressão por sua saída aumenta.

Arsenal 3-0 Milan
Talvez foi uma das melhores atuações do Arsenal, que vi na minha vida, o time foi pra cima do Milan no começo ao fim, claro que levando sustos em momentos, mas sem medo, pois precisava ganhar de 4 a 0 pra levar a prorrogação e 5 pra classificar. O primeiro tempo foi avassalador, em 6 minutos Koscielny de cabeça abriu o placar. O time continuava em cima, Abbiatti fez uma defesaça num chute colocado de van Persie. Aos 26, Walcott cruza rasteiro, Thiago Silva afasta mal e Rosicky bate no canto de Abbiatti, os 60 mil espectadores se enchem de esperanças e aumentam aos 41 quando Mesbah derruba Chamberlain na área, pênalti que van Persie bate muito bem. Mas o segundo tempo é outra realidade, um Arsenal exausto pelo enorme esforço no primeiro tempo ainda luta, mas perde a maior chance aos 12 minutos, quando Gervinho invade a área e chuta, a bola desvia na defesa, Abbiatti tira com os pés e na sobra van Persie tenta dar um toque por cima, mas Abbiatti é esperto e impede o gol, o Arsenal não se entrega e luta até o fim, mas o Milan se segura e garante a vaga. Após o apito final, muitos aplausos ao time e a sensação que ficou foi de que conseguimos honrar a camisa.

Arsenal 1-0 Manchester City
Uma das grandes atuações do Arsenal em 2012, enfrentando um covarde Manchester City que foi ao Emirates pra segurar um 0 a 0, contra um Nasri que foi tratado como merece (muitas vaias) e contra um Balotelli que bateu o jogo inteiro. No começo, Vermaelen impediu o gol de van Persie de cabeça, após uma cobrança de escanteio, no segundo tempo, mais Arsenal, Song cruza na cabeça de van Persie, a trave salva o City. Aos 30 Walcott bate na trave, de uma forma inexplicável Benayoun e Vermaelen não conseguem marcar o gol. Mas aos 41, Arteta rouba a bola de Pizarro e manda uma bomba de fora da área, ela vai no canto de Joe Hart, festa no Emirates com direito a comemoração de Poznan (quando torcedores se abraçam e pulam de costas para o campo), no fim depois de tanto bater, Balotelli foi expulso. Festa completa e vitória importante que ajudou a colocar o time na UCL 2012-13.

Saída de van Persie para o Manchester United
No dia 15 de agosto, Robin van Persie resolveu trocar o Arsenal pelo Manchester United, um dos nossos maiores rivais, por aproximadamente £25 milhões de libras, houve muita revolta dos torcedores do Arsenal, muitos queimaram as camisas que constava seu nome nas costas. Em sua primeira entrevista em Old Trafford ele disse que não guardava magoas do antigo clube. No seu primeiro encontro com os Gunners, ele demorou 3 minutos pra fazer o gol, não comemorou alegando respeito ao Arsenal.
PS: Se tivesse respeito ao Arsenal, não teria ido para o Manchester United.

Duplo 5 a 2 no freguês eterno
Ganhar de 5 a 2 de seu maior rival é maravilhoso, agora duas vezes no mesmo ano é épico.
Em fevereiro, o momento era todo do Tottenham, com o seu melhor time dos últimos 20 anos, vindo de um 5 a 0 sobre o Newcastle, já o Arsenal vinha de uma derrota humilhante contra o Milan por 4 a 0 e de uma eliminação patética contra o Sunderland e Wenger estava mais ameaçado do que nunca.
Tudo parecia perfeito para os Spurs quando Saha abriu o placar em 3 minutos e Adebayor de pênalti fez 2 a 0. Mas Arsenal é Arsenal e Sagna de cabeça descontou aos 40 minutos, 2 minutos depois Assou-Ekotto afastou mal, van Persie girou na meia-lua e mandou colocado, daí pra frente um atropelamento viria, Rosicky fez 3 a 2 após tabelar com Sagna, Walcott fez o quarto num contra-ataque puxado por van Persie e o próprio Walcott fez o quinto num passe de Song, depois disso teve olé e cantos provocativos como "Forever In Our Shadow" - Pra sempre em nossas sombras.
Já em novembro, os dois times estavam em situações semelhantes, brigando por posições sem jogar bem, mas o Arsenal demorou para se tocar que era clássico, Adebayor aproveitou o rebote de Szczesny num chute de Defoe e colocou o Tottenham na frente, mas o mesmo Adebayor jogou o Tottenham no mato, fez uma falta violenta e foi expulso, o Arsenal aproveitou a vantagem numérica em campo e passou por cima com gols de Mertesacker de cabeça, Podolski num chute desviado por Gallas, Giroud numa bela jogada de Cazorla. O próprio Cazorla fez o quarto num passe de Podolski. Bale descontou, mas Walcott ainda deixou o dele num belo gol.

A todos que acompanham o blog, um ótimo 2013 e esperamos que seja o ano do fim da agonia sem títulos e que mais uma possamos terminar um campeonato a frente do nosso eterno freguês;

4 comentários:

  1. Excelente post cara ! Muito bom...Inesquecível Henry !

    ResponderExcluir
  2. Belo post! A volta do Henry e o duplo 5 a 2 foram, na minha opinião, os que mais se destacaram em 2012. Eu espero que em 2013 possamos comemorar ainda mais, tenho que fé que iremos conseguir ao menos a FA Cup. Come on!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Ei Jailton, sabe o que faltou? Aquele épico Reading 5x7 Arsenal! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também. O 7 a 3 também. Esses vou fazer um post ao final da temporada.

      Valeu

      Excluir