16 de fev de 2012

Há 1 ano atrás, uma noite memorável no Emirates

Parece que foi ontem, aquela noite mágica no Emirates. Na minha cabeça passava, temos que vencer de qualquer jeito, não importa se for 1 a 0, gol de canela do Djourou, mas tinhamos que vencer. As equipes entrando no campo, foi um momento emcionante, a torcida fazendo um espetáculo com aquelas bandeirinhas, foi show.
O jogo começa, o Arsenal não queria ter atitude do jogo da temporada anterior (quando passou os primeiros 20 minutos levando muita pressão), e em 5 minutos quase fez 1 a 0 com van Persie após passe espetacular de Fàbregas. Mas do outro lado tinha Lionel Messi, que 8 minutos depois fez uma bela jogada e saiu na cara do gol, mas pra nossa sorte a bola passou a centimetros da meta.
O Arsenal apostava em contra-ataques e aos 24, foi puxado por Walcott que passou para Fàbregas livre no lado direito, mas Cesc preferiu cruzar e a zaga cortou. No minuto seguinte, bela jogada de Messi e Villa saiu na cara do gol e não perdoou. Na hora do gol, ao invés de ficar quieta, a torcida cantou "Arsenal, Arsenal, Arsenal". O Arsenal ainda tentou com van Persie, num outro contra-ataque, mas o holandês finalizou mal.
No segundo tempo, o Arsenal começou melhor e criou duas chances com chutes de longe de Wilshere e van Persie, mas sem sucesso. Aos 22, Messi saiu livre de novo e novamente perdeu a chance. Em seguida, Wenger resolve ser ousado e tira o nervoso Song e coloca Arshavin. Já Guardiola tira Villa e coloca Keita. Aos 31, Wenger é mais ousado ainda e tira Walcott para colocar Nicklas Bendtner. No minuto seguinte, tudo começa numa falta cobrada por Fàbregas no círculo central, ele toca para Clichy que mata no peito e passa para Arshavin que segura bola e devolve para o lateral que lança para van Persie que pega de primeira, a bola passa entre Valdés e a trave e entra, 1 a 1. A torcida que já estava incentivando muito, incendeia. Começa a aplaudir cada roubada de bola. Aos 37, Djourou erra o passe, o Barcelona rapidamente arma o contra-ataque, Iniesta passa para Messi, a bola escapa e fica para Daniel Alves que devolve ao argentino que tenta repassar par Iniesta, mas Koscielny intercepta bem, o camisa 6, reolve passar para Bendtner, o dinamarquês, toca para Wilshere que de primeira passa para Fàbregas que encontra Nasri bem posicionado, o francês corre com a bola pela direita, ao chegar na área para, pensa e rola para Arshavin pegar de primeira. Um golaço, que começou num corte providencial de Koscielny e se transformou na virada do Arsenal. A partir daí foi festa da torcida que cantos "And It's Arsenal", "We've Got Arshavin" e "We've Got Cesc Fàbregas". O Barcelona ainda quase empatou com Daniel ALves, que Szczesny fez uma bela defesa. No último minuto, o lateral brasileiro novamente levou perigo a Szczesny, mas demorou a chutar e Eboué deu um bico pra lateral. Aos 47:38, o árbitro italiano Nicola Rizzoli apitou o final de jogo. Muita festa dos jogadores e da torcida. Pra mim só o fato de vencer o Barcelona, não pelo que ele era na época e contjnua sendo, mas pelo que ele fez contra o Arsenal, foi emocionante.
Hoje completa 1 ano desse jogo, infelizmente nós somos bem mais fracos que aquele time que venceu o Barcelona. Mais ainda tenho a esperança que dias como aqueles no Emirates ainda terão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário