18 de mai de 2014

Arsenal 3-2 Hull City: WE ARE THE CHAMPIONS!!!

Foram 3283 dias de agonia, de espera, de derrotas, algumas de forma vexatória. Mas o dia 17 de maio de 2014 entra pra história, como o dia em que o Maior de Londres voltou a ser campeão.
O começo do jogo parecia uma tragédia anunciada, em 8 minutos levamos 2 gols de bola parada e minutos depois, o Gibbs evitaria o terceiro. O fantasma das goleadas sofridas nessa temporada e o fantasma da última final que disputamos, parecia perseguir. Minutos depois, falta na esquerda, Cazorla e Podolski na bola, parecia que iriam jogar na área, mas Cazorla mandou direto, ela foi no ângulo de McGregor. GOLAÇO. Estávamos mais vivos do que nunca na partida. Porém a falta de pontaria e principalmente o nervosismo em campo era nosso adversário.
No segundo tempo, o panorama parecia continuar nesse contexto, Wenger resolveu tirar o Podolski e colocou o Sanogo, fazendo a dupla de ataque que qualquer time gostaria de ter, que é Sanogo e Giroud. Em pelo menos três ou quatro oportunidades, o juizão Lee Probert não deu pênalti. Na base da pressão chegamos ao empate com Koscielny.
O jogo foi pra prorrogação, o Arsenal pressionava em busca do gol do título, mandando bola na trave, perdendo oportunidades, até que aos 3 do segundo tempo, Giroud ajeitou pra Ramsey bater de primeira no canto. Aaron James Ramsey fazia o gol mais importante do Arsenal nos últimos tempos e entra pra história do clube. Depois do gol, um susto, Mertesacker atrasa mal, Fabianski sai que nem um louco do gol e a bola não entra por milagre. As 15h33, horário de brasilia, 19h33 em Londres, Lee Probert apitava o fim de jogo e do jejum e o início da festa em Wembley dos jogadores e dos torcedores no estádio e de todos os gooners espalhados pelo universo.
Arsenal só te peço, não demore tanto pra ganhar um título de novo, é horrível esperar tanto.
Pra quem estava em São Paulo no encontro da Arsenal Brasil, tinha mais de 150 torcedores, sofrendo e no fim comemorando esse título. Mostrando como é grande a nossa torcida na capital paulista. Fora os outros gooners espalhados pelo país.

Você torcedor, pode comemorar, pode gritar.
É CAMPEÃO!!! É ARSENAL!!! 

Um comentário:

  1. Foi do jeito difícil, cara. Foi do jeito Arsenal. Só te digo que depois de 9 anos sem troféus, perdendo de 2 aos 8 minutos, ser campeão de virada na prorrogação foi espetacular. Fui da profunda tristeza por ter visto a história tão comum nos últimos anos se repetindo ali de novo, antecipando a zoeira infernal que eu teria que enfrentar, até as lágrimas por ver um time que eu comecei a amar "sem razão" ser finalmente campeão. Senti o peso saindo das minhas costas. Acabou. Foi demais. Que venham mais taças, porque eu gostei demais dessa.

    ResponderExcluir