4 de dez de 2013

Cardiff City 0-3 Arsenal: Emoção, Talento e Humildade



O titulo e a imagem poderia resumir muito mais do que se viu no estádio de Cardiff, até bem mais que essa minha habitual falação. Domingo passado o Arsenal venceu o Cardiff City por 3x0, chocolate que não só manteve o Arsenal na liderança, como também, ensinou ao mundo uma lição sobre gratidão.
Se alguém duvidava que o Arsenal levaria a vítoria pra casa disso eu não sei. O time do Cardiff é conhecido por fazer 1º tempos apagados e embalar na etapa final, a maioria dos gols marcados pela equipe são marcados no 2º tempo e boa parte deles no finalzinho das partidas. O jogo mesclava engredientes bem contraditorios. De um lado o pequeno Cardiff jogando em casa contra o embalado Arsenal, e de outro, pesava a total pré disposição a surpreender na reta final que acompanha o time da casa. Tais fatores fizeram um pôs jogo baseado entre o obvio e a surpresa. Aaron Ramsey, galês revelado no Cardiff, decidiu não pelo obvio e nem muito menos pela surpresa, mas, por mostrar, a quem quisesse ver, que o futebol também pode ser um esporte que se torce para os dois lados.
Quando o jogo começou os gunners se dispuseram logo a marcar. Wilshere, que vinha embalado pela partida passada, acertou na trave. Campbell para os donos da casa também. O Arsenal atacava bastante pelos lados do campo e numa dessas jogadas a bola sobrou para Giroud que perdeu na cara do gol. O Jogo chegava aos 29 minutos, muito dinâmico e corrido, tipico do estilo do campeonato inglês, quando Ozil lança a bola na área e Ramsey desvia de cabeça para marcar Arsenal 1x0. O gol que deu a artilharia no Arsenal, até ali, dividida com o francês Giroud, não foi comemorado. O nosso volante 16 apenas limitou-se a comprimentar os companheiros de campo e a receber os aplausos da torcida do Cardiff.
O Segundo tempo começou e como de costume o Cardiff entrou pro jogo. Em duas ocasiões o goleiro Szczesny
teve de se esticar todo. Uma na cabeçada de Campbell aos 6 minutos e outra no chute de Catherine que o goleiro defendeu sem essa de dois tempos.
Quando Cazorla saiu para a entrada de Flamini, Wenger tentava conter o avanço do Cardiff e o que era pra ser uma estratégia de defesa, acabou virando ataque. Ozil, o rei das assistências, aos 42 minutos de jogo, acha Flamini que passa voando pelos zagueiros e chuta seco para fazer 2x0.
Já no finalzinho Ramsey que abriu o placar, também o fecha, dessa vez para consolidar-se na artilharia do Arsenal e para receber o carinho de ambas as torcidas presentes no estádio. Walcott que havia entrado a pouco, após receber bola de Ramsey, devolve a redondinha na área, deixando o Galês em total condição para fazer Arsenal 3x0 e fechar a partida.
Como ficamos:
Após o jogo, o time manteve a liderança na campeonato e empurrou o pequeno Cardiff para a 16 posição com 13 pontos, o primeiro após a zona de rebaixamento.
Flamini entrou bem e surpreendeu. Walcott que volta aos poucos de lesão também vêm mostrando que está em bela fase e que ainda tem muito ritmo.
O Galês mais falado dos últimos tempos é sem duvida, Aaron Ramsey, com 8 gols é o artilheiro do Arsenal e é um dos poucos que podem se orgulhar de sair de campo aplaudido por duas equipes rivais. Domingo ele não comemorou seus gols, mostrando a muitos Van Persies da vida que há coisas muito mais importantes que nós mesmos. Nossas origens e as pessoas que nos tornaram quem somos, por exemplo.
E é isso aí, ficamos por aqui, daqui a pouco a gente conta como foi o jogo entre Arsenal e Hull City nessa quarta feira também pelo campeonato inglês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário